Abrindo arquivos desconhecidos

Quem utiliza o Windows provavelmente já se deparou com a seguinte mensagem da janela abaixo:
 “O Windows não pode abrir este arquivo”
Isso acontece por que o Windows não consegue identificar o tipo do arquivo e relacioná-lo com algum programa para abri-lo. Antes de apresentar a solução para este problema, é necessário entender alguns conceitos e o funcionamento do Windows.

Todo arquivo de computador, seja texto, imagem, vídeo ou qualquer outro formato, possui características próprias e de acordo com essas características o arquivo carrega junto de si uma extensão que podemos imaginar como se fosse uma etiqueta. Essa extensão pode ser vista passando o mouse sobre o arquivo, ou ainda, observando as últimas letras no nome do arquivo após o ponto (.) .

Exemplos:

  • foto.jpg
  • currículo.doc
  • tabela.xls
São justamente essas letras no final do arquivo que indicam qual o tipo do arquivo e, conseqüentemente, qual o programa necessário para abrir esse arquivo. As extensões mais comuns para os programas que utilizamos são:
  • .doc  (Microsoft Word)
  • .ppt   (Microsoft Power Point)
  • .xls    (Microsoft Excel)
  • .avi    (Windows Media Player)
  • .pdf   (Adobe Reader)
Em algumas situações não conseguimos abrir um determinado arquivo mesmo tendo o programa instalado em nosso computador. Como já foi dito, isso ocorre porque o Windows não consegue relacionar o tipo de arquivo com nenhum programa instalado. Para resolver esse problema, é necessário então que o usuário indique para o Windows qual programa ele deve utilizar para aquele tipo de arquivo. Para isso é preciso realizar o seguinte procedimento:
  1. Clique com o botão direito do mouse sobre o arquivo e escolher a opção Abrir com > Escolher programa.
  2. Em uma janela semelhante à da imagem abaixo, procure o programa necessário de acordo com extensão do arquivo. Por exemplo, se a extensão for .ppt é necessário selecionar o programa Microsoft PowerPoint e em seguida clicar no botão OK.
Note que a há uma opção chamada “Sempre usar o programa selecionado para abrir este tipo de arquivo”. Marcando esta opção, não será mais necessário realizar este procedimento toda vez que for necessário abrir este tipo de arquivo.
Este artigo foi escrito por Júnior Gonçalves e apareceu primeiro em http://www.neuronio20.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima