Neurônio 2.0
quarta-feira, 10 de agosto de 2016

E não que é já sou um "mestre pokémon"

Poucas pessoas sabem, mas há muito tempo que já sou um “Mestre Pokémon”! E tenho três espécies raríssimas que ninguém até hoje conseguiu capturar. A diferença para esses meus “pokémons” e que depois que os capturei na rua, preciso levá-los para passear de vez em quando.

Veja só como são raros os meus "pokémons".

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Carta do professor homenageado aos formandos do Curso Técnico em Informática para Internet 1ºSem/2015

Queridos alunos do Curso Técnico em Informática para Internet. Minha mais antiga e forte lembrança da turma de vocês aconteceu no final do primeiro bimestre de 2014, logo início do curso, quando fizemos a correção da nossa primeira prova da disciplina de DDWI. 

Ao término da correção, notei que alguns alunos estavam completamente frustrados pelo seu mau desempenho, e estava claro que o motivo da nota baixa não era simplesmente falta de empenho, mas sim por conta da dificuldade normal inerente ao curso.

Naquele momento eu saiba que precisava fazer alguma coisa para não desanimar esse grupo de alunos, e ao mesmo tempo eu precisava mostrar a eles que o curso precisa ser levado mais a sério. Foi então que tive a ideia de contar uma história, mais ou menos assim:


terça-feira, 5 de janeiro de 2016

10 melhores filmes que assisti em 2015

Tal como fiz no ano passado, farei novamente neste ano uma lista dos melhores filmes que assisti no último ano. Lembrando que não é necessariamente os melhores filmes do ano, mas sim uma lista dos filmes que eu, Júnior Gonçalves, assisti ao longo do ano de 2015. Portanto, esta lista conterá tanto filmes novos como também alguns antigos, além disso, será uma lista bem eclética, incluindo filmes de aventura, ação, drama, comédia, fantasia, romance e ficção.

Todos os filmes estão colocados de forma arbitrária, sem preferência ou classificação, uma vez que cada um deles possui gêneros diferentes e me agradou por razões distintas, não sendo, portanto, possível de compará-los entre eles.



domingo, 18 de outubro de 2015

Natação – meu esporte para uma vida mais saudável

Fui uma criança que deu muito trabalho para meus pais com relação à saúde. Desde pequeno, muito magricelo e enjoado para alimentos saudáveis, minha mãe não sabia o que fazer para que eu ficasse mais forte e menos suscetível a doenças. Entre os diversos problemas de saúde, os mais recorrentes eram problemas respiratórios e, depois que uma bronquite evoluiu para uma pneumonia, meus pais começaram a pensar em tratamentos preventivos. E assim fui apresentado ao mundo da natação.


Aprendi a nadar aos nove anos na Onda Azul Natação. Além da melhora na saúde, me divertia muito nas aulas e amadureci bastante participando de competições com crianças da minha idade. Mas, infelizmente, após quatros anos, as condições financeiras lá de casa complicaram um pouco, e como minha saúde havia melhorado durante esse tempo, meus pais optaram por retirar-me da escola de natação para manter outras despesas da família.

domingo, 23 de agosto de 2015

A recompensa (que não tem preço) de ser professor

Em meio a tantos desafios na minha missão como professor... são momentos assim que tenho a certeza de que todo o esforço e dedicação valem a pena.

Segue abaixo uma lembrança que ganhei e mensagens postadas no Facebook por dois alunos do Curso Técnico em Informática para Internet da Etec João Maria Stevanatto.



Amanda Gutierrez em 06/08/2015
Demorei um pouco pra me expressar porque não achava palavras para descrever vocês, eu só sentia. Sinto muita gratidão, carinho, respeito e muito orgulho de vocês. Não sei nem como começar a agradecer toda ajuda que tive desde o início do curso.

Junior foi meu maior amigo e conselheiro. Não me deixou desistir, sempre estimulou todos os alunos, não só em relação ao curso, mas na vida também na vida. Sempre me ensinou a persistir, lutar e correr atrás. Deu em nossas mãos projetos incríveis para trabalhar e um deles é o Cine Terror 6D, que foi um sucesso e muito divertido de montar. Em todos os meus desesperos e vontade de chorar, ele me acalmou.

Facebook Amanda
Professor Ivan, Amanda e eu

"A vida não é sobre quão duro você é capaz de bater, mas sobre quão duro você é capaz de apanhar e continuar indo em frente." 

domingo, 2 de agosto de 2015

Viagem Grécia – 11º dia (Resumo em Vídeo e Adeus Santorini)

O depoimento de viagem a seguir tem como objetivo compartilhar as fotos de todos os lugares que conheci durante minha viagem para a Grécia em Julho de 2015.

"Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como imaginamos e não simplesmente como é, que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos e simplesmente ir ver." (Amyr Klink)

11º dia de viagem – Destino: Atenas/Brasil (Resumo em Vídeo e Adeus Santorini)

No último dia de viagem partimos para Atenas para, em seguida, retornarmos ao Brasil. Durante esses  dez dias conhecemos pessoas incríveis, simpáticas, receptivas, prontas a ajudar. Se a Grécia está em crise, em nenhum momento os gregos demonstraram isso, sempre sorridentes e hospitaleiros. Povo valoroso, que sabe receber os visitantes! Só nos resta sentir saudades com o resumo em vídeo dos melhores momentos em Santorini e agradecer da forma que aprendemos com eles: Efharisto Grécia!



sábado, 1 de agosto de 2015

Viagem Grécia – 10º dia (Fira, Oía e Jantar em Kamari Beach)

O depoimento de viagem a seguir tem como objetivo compartilhar as fotos de todos os lugares que conheci durante minha viagem para a Grécia em Julho de 2015.

"Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como imaginamos e não simplesmente como é, que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos e simplesmente ir ver." (Amyr Klink)

10º dia de viagem – Destino: Santorini (Fira, Oía e Jantar em Kamari Beach)

No segundo dia em Santorini alugamos um carro e fomo almoçar em Fira, que fica no alto de um morro e é possível ter uma visão panorâmica para o mar. É um cenário impressionante e único. Logo em seguida fomos para Oía (se pronuncia Ía), onde também é possível ter uma vista incrível do mar e das famosas casinhas brancas da ilha.

No fim do último dia de viagem resolvemos ficar no lugar que mais gostamos em Santorini (Kamari Beach), para um jantar romântico à luz do luar.




 
;