Neurônio 2.0
quinta-feira, 4 de setembro de 2014

História "Quais são as pessoas que têm as mãos enrugadas por você?"

Um jovem de nível acadêmico excelente, candidatou-se à posição de gerente de uma grande empresa. Passou a primeira entrevista e o diretor fez a última entrevista e tomou a última decisão. 

O diretor descobriu através do currículo que as suas realizações acadêmicas eram excelentes em todo o percurso, desde o secundário até à pesquisa da pós-graduação e não havia um ano em que não tivesse pontuado com nota máxima. O diretor perguntou: "Tiveste alguma bolsa na escola?" O jovem respondeu: "nenhuma". 

O diretor perguntou: "Foi o teu pai que pagou as tuas mensalidades?" O jovem respondeu: "O meu pai faleceu quando tinha apenas um ano, foi a minha mãe quem pagou as minhas mensalidades." 

O diretor perguntou: "Onde trabalha a tua mãe?" E o jovem respondeu: "A minha mãe lava roupa."

O diretor pediu que o jovem lhe mostrasse as suas mãos. O jovem mostrou um par de mãos macias e perfeitas. 

O diretor perguntou: "Alguma vez ajudaste a tua mãe a lavar as roupas?" O jovem respondeu: "Nunca, a minha mãe sempre quis que eu estudasse e lesse mais livros. Além disso, a minha mãe lava a roupa mais depressa do que eu." 

O diretor disse: "Eu tenho um pedido. Hoje, quando voltares, vais e limpas as mãos da tua mãe, e depois vens ver-me amanhã de manhã."

domingo, 31 de agosto de 2014

Oração diária

Senhor;

Obrigado por mais este dia de vida que me concede, pelo sol que aquece meu dia e pelo alimento que me sustentará;

Ilumina os caminhos por onde andarei e as pessoas com quem entrarei, perdoa meus maus pensamentos e livra-me do orgulho, do egoísmo e do ressentimento;

Derrama sobre mim Senhor a tua divina proteção e livra-me de todo perigo e tentação;

menina rezando oraçãoObrigado Senhor pelas muitas bênçãos na minha vida: minha família, minha esposa, meus amigos, meu emprego, meus estudos, minhas oportunidades;

É maravilhoso Senhor poder sorrir, sonhar, amar e viver, quando há tantos que choram, que odeiam, que vivem pesadelos e morrem mesmos antes de nascer;

Obrigado Senhor por ter tão pouco a pedir e tanto, tanto, tanto a agradecer. É por isso que eu te louvo, te bendigo e te agradeço. Amém.

Santo anjo do Senhor, o meu zeloso guardador. Se a ti me confiou a misericórdia divina, sempre me rege, governa e ilumina. Amém.

quais são mesmos os seus problemas?


sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Não quero ser superficial

A revista INFO trouxe uma entrevista com uma das personalidades mais influente e polêmica na área da Tecnologia da Informação: Nicholas Carr. Autor de diversos artigos e livros ele conversou com Renata Leal sobre a "febre" twitter e as transformações no comportamento intelectual na era da informação que vivemos hoje. As opiniões do entrevistado me deixaram um tanto quando preocupado por sentir que me enquadrava no perfil “superficialista” do qual ele falava, então pensei que seria interessante escrever sobre e quem sabe discutir o assunto aqui no blog.

Segundo Nicholas Carr em seu livro The Shallows (“Os Superficiais”, em inglês) a internet nos bombardeia diariamente com milhões de informações. Mas isso não significa necessariamente que estamos nos tornando pessoas melhores, pois quanto maior o número de informação, menor será o tempo que passamos nos aprofundando em um assunto e isso consequentemente, como define o autor, nos torna pessoas superficiais.

Suponho que muitos blogueiros e internautas têm o hábito, como o meu, de ler o título do post no seu leitor RSS e dependendo do assunto marca-o com lido logo de primeira, ou ainda desiste de ler o post quando vê que ele possui mais de três páginas. Este é um dos sintomas de superficialidade do qual Carr defende: Acessar e percorrer os olhos por milhares de notícias e informações, mas não se aprofundar em nada. Adotei este comportamento na tentativa de acompanhar diariamente o que acontece na blogosfera. Pura ilusão a minha. É lamentável, mas acredito e me enquadro no perfil de "superficial" que Carr descreveu, pois passar horas na internet percorrendo os olhos em centenas de artigos não é nem de longe uma maneira eficiente de aprender ou se manter informado sobre qual coisa.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Aprendendo com a Natureza

O post de hoje é baseado em uma observação, seguido de uma reflexão.

Tudo começou com um fato curioso que aconteceu com uma planta na minha casa, a qual está na imagem a seguir:

 Aprendendo com a Natureza 

Aparentemente não há nada de anormal com ela, exceto o local aonde ela germinou e lançou suas raízes. Leigo em Botânica, fiquei admirado com feito desta planta. A imagem abaixo mostra o feito a que me refiro.

 
;