quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Intercâmbio Nova Zelândia - Cape Reinga, uma jornada ao extremo norte do país

Nosso destino era chegar a Cape Reigna, o ponto mais ao norte do país, onde o Mar da Tasmânia se encontra com o Oceano Pacífico. No entanto, o nosso percurso estava recheado de lindos lugares para conhecer e não poderíamos de forma alguma perder essa oportunidade. Dentre os lugares mais marcantes que passamos estão: Haruru Falls, Paihia, Rainbow Falls, Helena Bay e Whangaruru.

O Farol do Cape Reinga foi com certeza um ponto marcante no meu intercâmbio, mas o mais importante para mim não foram os lugares que conheci, mas sim as pessoas que estavam comigo. Éramos um grupo de sete pessoas com personalidade completamente diferentes, porém, com uma sinergia maravilhosa. Tivemos nossos alto e baixos, mas para mim foi uma experiência inesquecível dividir esses momentos com pessoas tão incríveis que ficarão para sempre no meu coração.

Um obrigado muito especial para a Marina Cohen que preparou nosso roteiro boladão. E um beijo para a nossa oitava passageira, a glamurosa Daisy.






terça-feira, 25 de setembro de 2018

Depois de todo esse tempo?

Minha decisão de vir para a Nova Zelândia não possui apenas uma única razão. Uma delas foi o antigo sonho de morar fora do Brasil e conhecer a cultura de outro país. No entanto, não há como negar que a morte da minha mãe e outras frustrações pessoais foram de grande importância nesta decisão de jogar tudo para o alto e vir para o outro lado do mundo.

Sendo assim, não sei exatamente se a decisão de vir para na Nova Zelândia foi para realizar um sonho ou para fugir dos meus problemas. Bom, se foi para fugir dos problemas não está funcionando, pois, alguns fantasmas ainda rondam os meus sonhos. E como eu disse há 731 dias atrás: “Alguém, em um futuro distante (hoje) perguntará: 'Depois de todo esse tempo?'” – a resposta continua sendo: “Sempre!”.


sábado, 22 de setembro de 2018

Fairytale: The Brave Warrior

O texto a seguir foi escrito em uma atividade realizada na minha aula de inglês na WorldWide. Minha professora Irena nos entregou alguns dados que, ao invés de números, continha alguns desenhos. Aos rolar estes dados tínhamos uma série personagens, objetos e ações com os quais deveríamos elaborar um conto de fadas.

O desafio na elaboração desse texto era ser criativo e utilizar corretamente os tempos verbais. Na proposta da atividade havia uma limitação de palavras por parágrafo, mas me empolguei e escrevi bem mais do que era para ser feito. Fazer o que seu gosto de escrever...

Foi o melhor homework que fiz até hoje e com certeza aprendi muito com esta atividade. Thanks Irena!!!!


The brave warrior

Once upon a time... there was a boy called Noa. One day he found a letter on the street after had been playing baseball with his friends. 
quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Intercâmbio Nova Zelândia - Diary #04

O depoimento de viagem a seguir tem como objetivo compartilhar a minha experiência de intercâmbio realizado em 2018 na Nova Zelândia. Na série de artigos chamada “Diary” contarei algumas coisas em inglês para praticar a minha escrita.


Dear friend

Auckland is the biggest city in New Zealand, but it`s very different to what we are used to in Brazil. In the center of the city you can see many buildings and a crowd of people going everywhere. However, if you take a bus for 15 minutes, you can arrive to peaceful places like Saint Heliers and Ladies Bay.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Intercâmbio Nova Zelândia - Albert Park e redondezas

O depoimento de viagem a seguir tem como objetivo compartilhar as fotos do meu intercâmbio realizado em 2018 na Nova Zelândia.

Em um lugar há muito tempo esquecido eu vivia uma vida simples, pacata e normal; tentando de alguma forma mudar o mundo à minha volta. No entanto, um belo dia, o destino enviou-me um sinistro "mago" que bateu à minha porta e, de uma forma nenhum pouco sutil, obrigou-me a enfrentar uma jornada (interior) repleta desafios que mudará completamente a minha essência. Para melhor ou pior? Eu ainda não sei...

No artigo de hoje fotos do Albert Park e redondezas



quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Intercâmbio Nova Zelândia - Museu Memorial da Guerra

O depoimento de viagem a seguir tem como objetivo compartilhar as fotos do meu intercâmbio realizado em 2018 na Nova Zelândia.

Em um lugar há muito tempo esquecido eu vivia uma vida simples, pacata e normal; tentando de alguma forma mudar o mundo à minha volta. No entanto, um belo dia, o destino enviou-me um sinistro "mago" que bateu à minha porta e, de uma forma nenhum pouco sutil, obrigou-me a enfrentar uma jornada (interior) repleta desafios que mudará completamente a minha essência. Para melhor ou pior? Eu ainda não sei...

No artigo de hoje fotos do Museu Memorial da Guerra de Auckland.



terça-feira, 4 de setembro de 2018

Intercâmbio Nova Zelândia - Problemas com o visto e a agência de intercâmbio

Muitas pessoas me perguntam se utilizei agência de intercâmbio e como foi o processo de visto para vir estudar na Nova Zelândia. Geralmente, não gosto muito de falar sobre o assunto, pois não tenho boas histórias para contar sobre isso. Entretanto, depois de ouvir essa semana uma história semelhante à minha, resolvi contar aqui como foi o meu processo de visto de estudante para que outras pessoas possam ser precaver e não terem os mesmos problemas que tive. 

Diferentemente da escola de inglês, escolhi a agência de intercâmbio aleatoriamente. Apenas pesquisei um pouco para saber se não havia pessoas reclamando sobre os serviços dela, e como não encontrei nada significativo fiquei com a primeira opção que encontrei: a Nova Zelândia Brasil (S7 Study)

Durante o processo de planejamento do intercâmbio fui muito bem atendido pela minha consultora. Apenas não ficou muito claro desde o início a questão de comprovação de renda de seis anteriores à aplicação do visto, e isso complicou demais a minha aplicação. No entanto, lembro-me que a Gabriela fez tudo o que podia para encontrar uma alternativa diante da minha situação.
 
;