quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Liga da Justiça - Minha opinião sobre o filme

Antes que venha a enxurrada de pseudo-críticos de cinema falar mal de “A Liga da Justiça”, resolvi escrever a minha opinião sobre o filme. Mas, para quem espera uma opinião totalmente isenta e imparcial, não é aqui que vai encontrar, pois não posso deixar de avisar de antemão que sou um fã de carteira da DC Comics. Além disso, preciso avisar também que darei alguns spoilers do filme. Então, é por sua conta e risco continuar ou não, ok?

Assisti ao filme em uma sala IMAX do Kinoplex e apenas isso já seria uma experiência totalmente incrível. A qualidade da imagem e do som são completamente muito superiores às salas convencionais, fiquei realmente impressionado! E pela primeira vez o óculos 3D não me incomodou em nenhum momento.


quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Um novo final feliz

Se algum dia eu encontrar uma máquina do tempo e tiver oportunidade de mudar alguma coisa do meu passado, sei exatamente para quando quero ir: há 12 anos atrás.

Algumas decisões na vida nos conduzem a um caminho que, independentemente de serem considerados “certos” ou “errados”, definem a nossa trajetória em detrimentos de outras escolhas que poderíamos ter feito.

Steve Jobs, em seu discurso em Stanford, argumenta sobre a importância de seguir o nosso coração na hora de tomar decisões, e que essas decisões não parecem fazer sentido quando olhamos para o futuro, mas quando olhamos para trás vemos os pontos se conectarem e tudo começa a fazer sentido. 


sexta-feira, 27 de outubro de 2017

O tão esperado Halloween's Day da Etec

Hoje, dia 27 de outubro, foi o tão esperado Halloween's Day da Etec. Um evento planejado e produzido com tanto zelo e apreço pela professora Cibele Topan.

Como coordenador de curso fiquei muito satisfeito com as minhas três turmas, pois vi o quanto eles trabalharam para as apresentações e provas do evento. No entanto, o que me deixou mais satisfeito e, com muito orgulho deles, é que presenciei o quanto eles divertiram hoje e fizeram o melhor que podiam nas atividades de sua responsabilidade. Isso sem tentar trapacear ou arrumar briga com outras turmas. Muito pelo contrário, tive a oportunidade de ver a solidariedade de alguns ajudando alunos de outra turma que estavam com problemas em seu projeto.

Infelizmente, o resultado que muitos queriam não veio. Mas, se serve para alguma coisa, vocês alunos do ETIM Informática que tanto se esforçaram hoje, ganharam ainda mais o meu respeito, admiração, e um lugar muito especial nas minhas memórias de um dia divertido, surpreendente e inesquecível.



segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Violino #4 - Evolução dos meus 9 meses de estudo

Apesar da exaustiva carga de trabalho, este ano de 2017 tenho ficado com muito tempo ocioso e para ocupar este tempo resolvi fazer algo bem desafiador: aprender a tocar violino.

No vídeo a seguir está o resultado do 9 º mês de prática.

Somente depois que gravei o vídeo que percebi que estou tocando rápido demais essa música, e que se tocasse mais devagar poderia ter ficado um som mais nítido. No próximo mês tento gravar novamente.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Poderia ter sido um espetacular series finale

Semana mais tranquila no trabalho por conta do feriado e resolvi passear em Campinas para distrair a cabeça. Meu plano era dar uma volta no centro da cidade e depois ir ao shopping para almoçar e pegar um cineminha no meio da tarde.

Estava eu explorando a selva de pedra no centro da cidade quando parei minha moto em um cruzamento. No entanto, o carro que vinha logo atrás não fez o mesmo e bateu na minha traseira, arremessando moto e condutor (vulgo, eu) alguns metros adiante.

Lembro-me de sentir o solavanco e de cada milésimo de segundo até bater contra o asfalto. Enquanto caía em câmera lenta, eu podia ouvir o som da moto quebrando, e de repente eu estava com a perna direita debaixo do motor e o braço esquerdo preso entre a corrente e a roda. Ao constatar essa minha situação, pensei: "Pronto, me ferrei legal agora!".

series finale


segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Perdas e erros

Somos condicionados a trabalhar exaustivamente para ter dinheiro, casa, carreira, carro, família, status, etc, e quando conquistamos temos a ilusão de que nunca perderemos por acreditar que merecemos. Porém, nada é para sempre. Basta poucos erros para perdermos tudo o que levamos muitos acertos para conquistar:

- Perdemos dinheiro por errar na forma de administrá-lo e gastá-lo; 
- Perdemos saúde por errar na escolha do que comemos e bebemos;
- Perdemos equilíbrio quando erramos ao fazer o que não queremos, e mesmo assim fazemos para agradar os outros; 
- Perdemos a fé quando erramos insistentemente em compreender o incompreensível; 
- Perdemos sanidade por tomar decisões erradas, mesmo sabendo que eram erradas, das quais nos arrependeremos pelo resto da vida;
- Perdemos a lucidez por acreditar em falsas promessas em um mundo em que as pessoas não sabem mais o que significa lealdade;
- Perdemos a dignidade quando confiamos nas pessoas, quando na verdade a única pessoa que você pode (e deve) confiar é você mesmo;
- Perdemos a vida quando nosso maior desejo é esquecer nossos erros.



domingo, 17 de setembro de 2017

Violino #3 - Evolução dos meus 8 meses de estudo

De tempos em tempos me desafio a fazer ou aprender algo diferente. Alguma atividade que me ajude a sair da minha rotina e me proporcione desenvolver novas habilidades.

Apesar da exaustiva carga de trabalho, este ano de 2017 tenho ficado com muito tempo ocioso e para ocupar este tempo resolvi fazer algo bem desafiador: aprender a tocar violino.

No vídeo a seguir está o resultado do 8º mês de prática.


sábado, 12 de agosto de 2017

Violino #2 - Evolução dos meus 7 meses de estudo

De tempos em tempos me desafio a fazer ou aprender algo diferente. Alguma atividade que me ajude a sair da minha rotina e me proporcione desenvolver novas habilidades.

Apesar da exaustiva carga de trabalho, este ano de 2017 tenho ficado com muito tempo ocioso e para ocupar este tempo resolvi fazer algo bem desafiador: aprender a tocar violino.

No vídeo a seguir está o resultado do 6º e 7º mês de prática. Confira!



O que achou? Será que consigo um dia tocar como a Hilary Hahn!? Mais uns mil anos de muita prática e estudo eu acho que chego próximo #sqn kkkkkkkkk
domingo, 16 de julho de 2017

Apenas um sonho... ou talvez não - Parte 2

Encontrei-me observando meus cachorros brincarem no quintal de casa enquanto ouvia duas tias conversarem. Em certo momento, percebi que alguma coisa estava errada quando notei que a gaiola do papagaio não estava no lugar onde deveria estar, mas antes que eu pudesse pensar melhor sobre isso, propositadamente, as tias desviaram a minha atenção chamando-me para a conversa delas.

Quando a campainha da minha casa tocou, pedi licença para as tias e saí correndo atravessando o extenso quintal. Estranhamente, os cachorros não começaram a latir como sempre acontecia quando a campainha tocava, anunciando que alguém estava chamando no portão. Como tantas outras vezes, nem me dei ao trabalho de abrir o portãozinho que separava os quintais, saltei como em uma corrida de obstáculos e num instante eu estava no corredor de acesso à garagem da minha casa.

Ao chegar de sobressalto na garagem, meu carro não estava lá, e deparei-me com três pessoas: as tias que a dois segundos atrás eu havia deixado no quintal de cima, e a minha segunda mãe. Ela usava um vestido simples na cor azul marinho e seus cabelos louros encaracolados a rejuvenescia, no mínimo, uns 20 anos.

Conhecendo-me muito bem, minha segunda mãe pensou que aquela situação me causaria medo (o que na maioria das vezes seria verdade). Examinou-me então atentamente com seus olhos azuis inconfundíveis, esperando alguma reação minha, e após alguns segundos de hesitação, percebi o que estava acontecendo e me atirei nos braços dela em um longo e muito aguardado abraço.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

A inusitada Maratona de Programação da Etec

Mais uma vez a área do meu cérebro denominada ACIMBI entrou em ação. Não sabe o que é ACIMBI!? Ok, vamos lá: A-C-I-M-B-I significa Área Central de Ideias Malucas, Bizarras e Insanas.

A ideia maluca da vez foi realizar pela primeira vez na Etec uma Maratona de Programação, um evento no qual os participantes passaram mais de duas horas em atividades que exigiram muita pesquisa e trabalho em equipe para resolver os desafios relacionados à área de programação de computadores.

Pela descrição acima parece que foi um evento totalmente sério e 100% focado em programação. Engana-se quem pensa que foi apenas isso, mas só quem participou sabe das maluquices que nós da comissão organizadora fizemos. Conseguimos em só evento proporcionar atividades que desenvolvessem o raciocínio lógico, o trabalho em equipe, surgimento de situações bizarras e integração entre ex-alunos, alunos do Técnico em Informática para Internet e alunos das três turmas do ETIM em Informática. 

Espero que todos os que participaram tenham se diverto tanto quanto eu naquela noite.

Os heróis que acreditaram na minha ideia insana

domingo, 18 de junho de 2017

Diário de um violinista aprendiz – Evolução dos 5 meses de aula

De tempos em tempos me desafio a fazer ou aprender algo diferente. Alguma atividade que me ajude a sair da minha rotina e me proporcione desenvolver novas habilidades.

Apesar da exaustiva carga de trabalho, este ano de 2017 tenho ficado com muito tempo ocioso e para ocupar este tempo resolvi fazer algo bem desafiador: aprender a tocar violino.

Não está sendo nada fácil aprender a tocar este instrumento, mas está sendo ótimo para focar minha atenção em algo que não seja o trabalho. Todo mês eu me filmo tocando a música que estou aprendendo para acompanhar a minha evolução, e depois de cinco meses está aí o resultado na última música do vídeo a seguir:




quinta-feira, 15 de junho de 2017

Sabor do interior: Museu em Monte Sião (Minas Gerais)

O Museu de História e Geografia de Monte Sião foi fundado em 1985 e nele é possível “viajar no tempo” e conhecer um pouco da história da cidade através objetos pessoais, documentos, artesanato, armas de fogo, ferramentas, utensílios domésticos e até objetos usados na medicina e odontologia. 

Eu adorei!!! E recomendo muito a todos que visitem o lugar. Enquanto isso não acontece, acompanhe nas fotos a seguir um pouco do que você irá encontrar por lá.


Museu de História e Geografia de Monte Sião

Museu de História e Geografia de Monte Sião

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Workshop de Criação de Blogs e o super bolo de cenoura da Dona Iza

No último dia 21 de abril, feriado nacional, resolvi realizar mais uma vez do Workshop de Criação de Blogs na Etec onde trabalho como coordenador e professor. Para minha surpresa, muitos alunos optaram por não descansar no feriado para passar o dia todo, das 7 às 17h, aprendendo comigo sobre  o universo dos blogs.

O curso é bem prático e abordo desde conceitos básicos até a criação de fato do blog nas plataforma Blogger e WordPress. Toda a fundamentação do conteúdo está presente no meu livro "Diário de um Blogueiro", mas no curso apresento também vários cases que não estão presente no  livro.


sexta-feira, 24 de março de 2017

Meus alunos queimam calorias e se divertem com aula de zumba

Nem só de livros e giz que se faz uma boa escola. Uma boa dose de diversão com aula de zumba também ajuda a mudar o mundo!

Alunos do ETIM (Ensino Técnico Integrado ao Médio) em Informática queimam calorias e se divertem com aula de zumba na Etec João Maria Stevanatto.



segunda-feira, 6 de março de 2017

Apenas um sonho... ou talvez não

Acordei assustado hoje com alguém me chamando. Ao abrir os olhos no quarto escuro, enxerguei um vulto parado ao lado da minha cama, que em poucos segundos foi dissipando-se enquanto meu coração acelerava em pânico.

Não foi a primeira vez que algo assim aconteceu comigo, e estando no quarto ali sozinho, eu já sabia que não me restava muito o que fazer a não ser me acalmar e tentar dormir novamente. Entretanto, dessa vez foi diferente, passado o susto inicial, percebi que lágrimas escorriam pelo meu rosto e como em um flashback, lembrei do que havia “vivido” alguns minutos antes de acordar.

Em um dia agradável, sentados na calçada, eu me vi de frente com a minha querida mãe, e enquanto eu admirava a sua face serena, uma terceira pessoa falava sobre a fragilidade da vida humana. Com a voz suave e límpida, minha mãe concordou com o que esta pessoa falava e complementou com algo sobre como era estar “vivo” do outro lado. E neste momento assimilei o que estava acontecendo: um de nós não deveria estar ali naquele lugar.

Enquanto ela ainda falava, peguei nas mãos dela e senti algo que jamais poderei descrever em palavras. Mesmo agora, quando fecho meus olhos, consigo sentir aquela forte sensação inexplicável de estar ali de frente para ela ouvindo-a falar.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Uma música é mais do que uma simples música

Quando você descobre que uma letra de música não é simplesmente apenas uma letra de música.

Eu me encontrei no mundo invertido
Isso é real? Ou é só imaginação?
Não sei, estou enlouquecendo.
Sentindo-me de cabeça pra baixo.
Onde estou agora?
Não sei o que fazer para isso parar.
O mundo está partindo-se diante de mim
Mas quando eu bater no chão
Eu vou chorar, mas vou superar.




domingo, 5 de fevereiro de 2017

Um abraço muda tudo

Eu soube da menina que se jogou de um prédio essa semana e um cara que tirou sua própria vida em uma live e fico pensando o quão mal eles estavam pra fazer isso! Minha porta está sempre aberta e celular sempre ligado para qualquer um dos meus amigos (até para quem não é), que precise conversar. Sofrer em silêncio não é nenhuma demonstração de força. Eu tenho suco, água, café, pipoca, posso fazer um bolo rapidinho. E, se der vontade de outra coisa, vamos comprar! Sempre posso emprestar um ouvido amigo (um colo, um ombro amigo). Podemos orar juntos ou fazer uma prece. Vocês são sempre bem-vindos!!! Não importa a hora. Estou tentando demonstrar que sempre haverá alguém para ouvi-lo. (Mas para isso é preciso realmente acreditar)  #AsVezesUmAbraçoMudaTudo




sábado, 28 de janeiro de 2017

Meu voo duplo de parapente (paraglider)

Sob grande incentivo do meu irmão Eduardo, experimentei no último dia 22 de janeiro a sensação de “voar”. E já vou dizer logo de cara: É fenomenal!!! #recomendo

Para viver essa experiência de voo livre na modalidade parapente (ou paraglider), precisei ir até a cidade de Socorro/SP e entrar em contato com a equipe Ronaventura, uma empresa/escola especializada no treinamento da prática do voo livre.

Confesso que fui até lá com um certo receio de como seria a sensação de estar a dezenas de metros de altura sustentado “apenas por uma lona”, mas assim que conheci o professor e os monitores, todo esse receio já foi embora. E lá fui eu!

O professor, Ronaldo, tem experiência de mais de vinte anos na prática do esporte e é muito cuidadoso com os mínimos detalhes para um voo seguro. E os monitores, muito atenciosos te ajudam com o equipamento, explicam o que vai acontecer e dão dicas para aproveitar ao máximo a experiência.

Além da magnífica experiência de voar de parapente, que você pode conferir no vídeo mais abaixo, fiquei muito encantado com o espírito de equipe e o ambiente acolhedor que encontrei lá. Eu pensava que voo livre era um esporte solitário, mas percebi como eles são uma equipe entrosada (professor, monitores, alunos experientes e alunos iniciantes), e diria até que uma grande família, pois todos se ajudavam e se preocupavam com o voo dos colegas.

Assista ao meu voo de parapente/paraglider.



Caso tenha interesse em saber mais sobre como o funciona o esporte e sobre como fazer o curso, acesse:
sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Meu Facebookcídio e a resenha "Conecte-se ao que importa"

Desativei a minha conta no Facebook. “Por quê?!” – algumas pessoas perguntam incrédulas como se eu tivesse acabado de dizer que sou um E.T. – “Porque descobri que gasto muito tempo com coisas inúteis”, respondo assertivamente e mesmo assim muitos continuam olhando sem entender.

Na verdade, resolvi ficar longe dessa rede social (Facebookcídio, como dizem) por várias razões, e a principal delas é que neste período de férias eu queria realmente fazer o possível para não pensar em trabalho, seja o de professor ou de blogueiro.

Já havia desativado a minha conta uma vez por oito meses e foram os meses mais produtivos da minha vida. Entretanto, no auge da Era Zuckerberg, assisti um webnário do Edney Souza e ele disse na época que 80% dos brasileiros estavam no Facebook. E não havia como negar que esta rede era uma importante fonte de divulgação de conteúdo.

Fiz então alguns cursos de Facebook para Blogueiros e criei estratégias para tirar vantagens dos pontos positivos e não me perder neste “condicionamento de conteúdo amenidades”. Mas com o passar do tempo os resultados foram diminuindo e cheguei na conclusão de que não valeria o esforço ficar reaprendendo constantemente a usar uma plataforma que um dia pode deixar de existir e eu “perder” esse tempo investido.

Além disso, o grau de imbecilidade, narcisismo e futilidade nas postagens dos “meus amigos” chegou em um patamar insuportável, e cometi de vez um Facebookcídio em janeiro desse ano motivado pela leitura do livro “Conecte-se ao que importa”, o qual escrevi uma resenha no meu blog Hiperbytes.

Clique aqui para ler a resenha e me diga o que você achou.


Comprar o livro no Submarino


Por conta do meu atual emprego de professor, fui obrigado a criar outra conta para publicar as notícias na FanPage da minha escola, mas não vejo a hora de ficar livre de vez.
segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Sabor do interior: Santo Antonio do Mucuri e Malacacheta (Minas Gerais)

No início deste ano retornei ao pitoresco distrito de Santo Antonio do Mucuri no interior de Minas Gerais, e desta vez conheci também a cidade de Malacacheta.

Veja também: Sabor do interior - Santo Antônio do Mucuri / MG
Seguem as fotos (clique para ampliar)

Santo Antonio do Mucuri e Malacacheta (Minas Gerais)

Santo Antonio do Mucuri e Malacacheta (Minas Gerais)
Meu avô (102 anos), meu pai e eu

 
;