terça-feira, 26 de julho de 2011

Conhecendo super-heróis da vida real

Depois que conheci a blogosfera o meu conceito de super-herói mudou completamente, e não estou me referindo à forma como Pedro Bial chama os participantes do BBB. Muito mais que ter superpoderes ou posar de galã no horário nobre da TV, os super-heróis na minha visão passou a ser pessoas comuns que realizam algum tipo de trabalho para ajudar outras pessoas, seja compartilhando ideias, opiniões ou conhecimentos.

Para as pessoas que moram no interior a internet possibilitou interagir com pessoas de várias partes do mundo, mas raramente surgem oportunidades para conhecermos pessoalmente essas pessoas. Eu, particularmente, adoraria conhecer vários blogueiros que tanto me divertem, me ensinam e me ajudam quando preciso.

E não é que Paulo Coelho estava certo!? “... quando a gente quer alguma coisa o universo conspira a nosso favor”, mas, é claro, que precisamos colaborar fazendo a nossa parte, porque ficar de braços cruzados (até onde sei) não leva ninguém a lugar nenhum. Pois então, fiz minha parte e o universo encarregou-se de fazer a parte dele para que eu tivesse a oportunidade de conhecer pessoalmente vários blogueiros que admiro, e que respeitosamente refiro-me a eles como meus-heróis.

Os primeiros “meus heróis” que conheci foram o Alexandre Ottoni e o Deive Pazos do Jovem Nerd, mas isso foi em 2007 e já contei no post: Jovem Nerd, um "herói" da vida real

Neste ano o primeiro blogueiro que conheci pessoalmente foi o Conrado Navarro do blog Dinheirama. Depois de uma palestra dele no Instituto Bairral de Psiquiatria onde trabalho, consegui um tempo pra conversar com ele e saber mais sobre seu trabalho com educação financeira. Consegui até um livro “Vamos falar de dinheiro?” autografado por ele.

Conrado Navarro




Não faz muito tempo encontrei com uma das pessoas mais queridas na blogosfera e que tanto me ajudou com esse blog: a Juliana Sardinha do Dicas Blogger. Foi em um evento de psiquiatria no Hospital que trabalho e por estar trabalhando não puder conversar muito com ela, mas só de abraça-la, agradecê-la e tirar uma foto com ela já fiquei muito feliz. Tenho certeza muitos dos nossos amigos como o José Márcio e o Luan Felipe já vão morrer de inveja hahahahaha...

 Juliana Sardinha

Na última semana conheci e assisti à palestra de três grandes blogueiros que admiro muito: o Paulo Faustino da Escola Dinheiro, o Gustavo Guanabara do Guanabara.info e o Fábio Ricotta da MestreSEO. Foi em um evento chamado ExpOn sobre SEO, Links Patrocinados e Social Media que tive a oportunidade participar das palestras desses três profissionais. Se deseja saber mais sobre o evento, leia o artigo que escrevi no meu outros blog (Hiperbytes) sobre minhas impressões sobre o ExpOn 2011.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Palestra na ETEC João Maria Stevanatto de Itapira

Desde quando adentrei nesse novo mundo chamado Blogosfera que tenho a oportunidade de aprender todos os dias, tanto na área profissional como na pessoal. Mas, sendo um profissional da informática, meu foco sempre foi aprender sobre internet, blogs, redes sociais e afins e, apesar de ainda ter muito que aprender, adquiri ao longo desses três anos e meio uma bagagem considerável de conhecimento que me permite falar com razoável segurança sobre esses assuntos.

Tudo que aprendi até hoje foi por que alguém um dia se dispôs a compartilhar esses conhecimentos e nada mais justo que, agora que detenho um pouco desse conhecimento, também eu partilhe o pouco que aprendi com outras pessoas. Com esse objetivo em mente, elaborei um projeto de palestra e apresentei-o para um amigo que trabalha como professor na ETEC João Maria Stevanatto de Itapira/SP. Aprovado pela direção da escola, no último dia 29 de junho, tive a oportunidade de dar uma palestra para os alunos do curso técnico de informática sobre:

O que eu aprendi com os blogs e as redes sociais"

Na palestra tentei dar uma visão geral de como funciona a blogosfera para em seguida pontuar as oportunidades que um blog bem feito pode trazer para seu blogueiro. Na tentativa de mostrar o máximo possível da realidade, apresentei aos alunos as minhas experiências de “vitórias” e “derrotas” na criação dos meus blogs.

Agregando um valor muito maior para a palestra do que eu poderia dar com meus simples exemplos, contei também com a ajuda de alguns blogueiros que responderam a um pequeno questionário sobre o perfil do blogueiro e os objetivos que os mesmos possuem com seus blogs.

Os blogs apresentados na palestra foram:

A todos esses blogueiros e amigos o meu muito obrigado pela paciência e disponibilidade em ajudar com minha palestra.

Agradeço decoração a todos os alunos que comparecem no dia, aos que participaram debatendo sobre o assunto e aos alunos Daiana, Felipe (@FeeOliveira06) e Jana (@JanaGervazoni) que entraram em contato para exporem suas opiniões sobre a palestra.

Meu agradecimento também à coordenação da escola que mais uma vez confiou no meu trabalho e ao meu amigo Leandro Silveira que intermediou e colaborou para que a realização dessa palestra. Valeu Leandro!

Não poderia deixar de agradecer também minha xxxxxx e ao meu irmão Jânio (@josejaniojj) que estiveram presentes dando apoio e apontando depois os pontos positivos e negativos da palestra.

Segue abaixo algumas fotos da palestra:

Palestra na ETEC João Maria Stevanatto de Itapira

Palestra na ETEC João Maria Stevanatto de Itapira

Palestra na ETEC João Maria Stevanatto de Itapira

Palestra na ETEC João Maria Stevanatto de Itapira
Prof. Lúcio Pelizer e Prof. Leandro Silveira
sexta-feira, 8 de julho de 2011

Como criar pastas e atalhos no Windows

Uma tarefa muito simples que auxilia muito na organização do nosso trabalho em um computador é a criação de pastas para a separação de arquivos e documentos. Muitas pessoas, por acomodação ou desconhecimento, gravam todos os seus arquivos nas pastas pré-definidas pelo Windows, o que em geral causa confusão e desorganização por conter documentos de diferentes assuntos arquivados no mesmo local. Trazendo para o nosso dia-a-dia, seria o mesmo que guardar no armário da cozinha as nossas panelas, roupas e livros.

Com o objetivo de auxiliar a organizar melhor os arquivos e documentos nos seus computadores, o post de hoje vem ensinar essa simples, porém, importante tarefa na utilização do computador. E, aproveitando a oportunidade, ensinamos também a criar um atalho de documentos na área de trabalho para facilitar ainda mais o acesso aos documentos mais utilizados.

Em informática, damos o nome de pasta para certas “gavetas” que criamos no disco, seja ele um HD, pen drive ou outro dispositivo de armazenamento. Até a alguns anos, as pasta eram chamadas de diretórios, mas a finalidade ainda é a mesma que é criar estruturas que dividem o disco em várias partes como cômodos em uma casa. Uma pasta pode conter arquivos e até outras pastas dentro dela, mas lembre-se que pasta são “gavetas” e arquivos são “documentos”. Portanto, nunca haverá um arquivo que tem uma pasta dentro. As pastas guardam os arquivos e não o contrário!



CRIANDO PASTAS

Para criar uma pasta, basta clicar com o botão direito do mouse em uma área “livre” onde desejar criar a pasta (Área de Trabalho, Disco Local C:, Meus Documentos, etc), selecionar a opção “Novo” e em seguida clicar em “Pasta”.


Criada a pasta, o Windows sugere o nome “Nova pasta”, mas é possível nomeá-la de acordo com a necessidade digitando o nome desejado e ao fim teclando a tecla "Enter".



CRIANDO UM ATALHO NA AREA DE TRABALHO

Imaginemos que possuo um determinado documento que utilizo diariamente e que está gravado em Meu Computador, no Disco Local C:, dentro de uma pasta chamada Relatórios diários, que está dentro de uma pasta chamada Internet.

Se preciso deste documento com certa freqüência, não há necessidade de percorrer todo esse caminho toda vez que precisar dele, basta criar uma atalho na área de trabalho que sempre estará disponível a um clique de mouse.

Para criar um atalho na área de trabalho, clique com botão direito do mouse sobre o arquivo, selecione a opção “Enviar para” e em seguida clique em “Área de Trabalho (criar atalho)”.



Importante: O que está na sua área de trabalho não é uma cópia do arquivo e sim como o próprio nome diz, um atalho para chegar mais rapidamente ao destino. Isso significa que se o arquivo de origem for excluído, o atalho deixará de funcionar.
 
;