sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

A influência do "Nerd Power" na minha vida

Olá Jovem Nerd e Azaghal! Desculpe o e-mail/artigo tão extenso, mas é que eu precisava dizer o quanto o trabalho de vocês tem influenciado a minha vida nos últimos 11 anos.

Conheci o site do Jovem Nerd em 2007 depois de fazer uma busca no Google pelo termo podcast. Lembro que o meu primeiro nerdcast foi sobre a série Heroes (74), e a partir daí nunca mais parei de ouvir. Eu pensava que seria apenas uma diversão semanal, mas no episódio 82 (Nerd rico, nerd pobre) pude perceber que era muito além disso. Graças a este nerdcast passei a interessar-me por educação financeira e a estudar regularmente o assunto. Dessa forma, adotei uma mentalidade diferente da maioria das pessoas e consegui realizar vários sonhos que contarei ao longo desse e-mail/artigo.

Após ouvir todos os nerdcast não havia como não ser um fã, e saber que eu poderia conhecê-los pessoalmente na FanMixCon 2009 fez minha cabeça explodir. Eu não poderia perder essa oportunidade por nada na vida! Foi a primeira vez que saí sozinho da minha cidade no interior para aventurar-me em uma metrópole como Campinas. Vocês foram a motivação para que eu começasse a perder o medo de sair do meu mundinho no interior.

FanMixCon 2009
FanMixCon 2009

A palestra “Orgulho Nerd” da Campus Party 2011 foi um marco importante na minha vida. Ouvir a história de vocês, Eduardo Spohr e Marco Gomes me deu um “click” de que mesmo eu, um zé ninguém do interior, poderia realizar grandes coisas se eu me esforçasse como vocês. Comecei então no dia seguinte um projeto chamado “Diário de um Blogueiro” – um livro no qual a ideia era relatar as minhas experiências com blogs.

Meu objetivo com o livro era vê-lo publicado no tradicional formato impresso. Não pelo dinheiro, mas pelo desejo de tornar realidade um sonho de criança e estar à frente da minha própria realidade, conquistando algo que parecia ser improvável. Trabalhei dois anos neste projeto e já havia desistido dele quando, ouvindo o nerdcast 379 (Literatura Fantástica Brasileira), um dos participantes disse algo mais ou menos assim: “... não existe uma fórmula mágica para ser publicado, cada escritor tem a sua estratégia para chegar lá...”. Ressuscitei então o projeto e em menos de um ano ele foi publicado pela editora Porto de Ideias. Não ganhei dinheiro e nem fiquei famoso com a publicação do livro, mas foi um grande sonho realizado.

Sou formado em Sistemas de Informação e trabalhei por sete anos no departamento de TI de um hospital. Além disso, em 2015 comecei a ministrar aulas de informática em cursos técnicos da minha cidade. Apesar de estar sempre próximo da tecnologia e gostar muito de criar blogs, nunca fui muito chegado em programação, mas isso mudou depois do nerdcast “Profissão Programador”. Comecei a interessar-me pela área e tornei-me aluno da Alura, um dos melhores investimentos que já fiz!

Até 2015 minha trajetória pessoal/profissional foi gradual e ascendente, mas a partir de 2016 uma sequência de acontecimentos infelizes virou minha vida completamente do avesso. Foram dois anos conturbados vivendo de perto com doenças graves, morte de familiares, prejuízos financeiros, acidente de moto, decepções e um início de depressão. E aí nessa fase difícil aparece na minha timeline o emocionante nerdcast “O lado do bom da vida” (564) com o excelente Guilherme Briggs e Fabio Yabu. Nem tenho muito o que falar, apenas muito obrigado por compartilhar uma parte frágil da vida de vocês que, de certa forma, me ajudou a superar os meus problemas pessoais.

Em meados de 2017 estava revendo alguns programas do NerdOffice quando me deparei com a NerdTour Nova Zelândia; uma faísca acendeu na minha cabeça e eu pensei: “Por que não unir o útil ao agradável?”. Estava mesmo precisando tirar um tempo para repensar a minha vida, e seria ótimo fazer isso enquanto eu pudesse aprimorar meu inglês e, de quebra, conhecer a Terra Média. Elaborei então um projeto de Ano Sabático no qual eu pudesse estudar inglês por seis meses na WorldWide School, a escola de inglês que vocês visitaram em Auckland.

Fazer um intercâmbio na Nova Zelândia foi a melhor decisão da minha vida! Foram seis meses aprimorando meu inglês, conhecendo uma nova cultura e tendo experiências que seriam impossíveis se eu não tivesse saído da minha zona de conforto. Em breve voltarei para o Brasil, mas já estou colocando em prática o que aprendi no nerdcast “Programando no exterior” para ir mais longe do que jamais poderia ter imaginado antes de conhecer o trabalho de vocês.

Enfim, gostaria de agradecer a vocês dois e toda a equipe do Jovem Nerd pelo excelente trabalho que vocês fazem. Quase todo meu tempo de lazer na internet é gastos nas atrações do Jovem Nerd, mas muito mais do que lazer o nerdcast é a razão de eu pesquisar sobre assuntos interessantes, de encontrar fonte de inspiração para realizar sonhos e aprender grandes lições de vida como, por exemplo, de que não preciso preocupar-me em mudar o mundo, mas apenas mudar o mundo à minha volta.

Um forte abraço de um nerd muito agradecido.

Júnior Gonçalves, 33 anos, Professor, Itapira(SP)


0 comentários :

Postar um comentário

 
;