Natação – meu esporte para uma vida mais saudável – Neurônio 2.0
domingo, 18 de outubro de 2015

Natação – meu esporte para uma vida mais saudável

Fui uma criança que deu muito trabalho para meus pais com relação à saúde. Desde pequeno, muito magricelo e enjoado para alimentos saudáveis, minha mãe não sabia o que fazer para que eu ficasse mais forte e menos suscetível a doenças. Entre os diversos problemas de saúde, os mais recorrentes eram problemas respiratórios e, depois que uma bronquite evoluiu para uma pneumonia, meus pais começaram a pensar em tratamentos preventivos. E assim fui apresentado ao mundo da natação.


Aprendi a nadar aos nove anos na Onda Azul Natação. Além da melhora na saúde, me divertia muito nas aulas e amadureci bastante participando de competições com crianças da minha idade. Mas, infelizmente, após quatros anos, as condições financeiras lá de casa complicaram um pouco, e como minha saúde havia melhorado durante esse tempo, meus pais optaram por retirar-me da escola de natação para manter outras despesas da família.

Quando comecei trabalhar até pensei em voltar a fazer natação, mas a vida de estudos e trabalho era tão corrida que não havia tempo para isso. Nessa época, meu único esporte era caminhadas e, de vez em quando, um futebol com os amigos.

Em 2011, lendo o artigo “Como colocar um esporte na sua vida” no blog Mais Tempo do Christian Barbosa, ele discorria sobre os benefícios da prática de esporte e citou:
“... uma atividade física habitual ajuda também a aumentar sua produtividade e diminuir o seu nível de procrastinação [...] Não encare o esporte como uma obrigação, mas sim como uma condição para uma vida mais saudável, produtiva e ativa.”

Na época estava pesquisando sobre como ter uma boa qualidade de vida, e quando descobri que o esporte além de oferecer isso também aumentaria a minha produtividade no trabalho, comecei a pensar seriamente em praticar um esporte de forma mais sistematizada. Após algumas tentativas frustradas e um período de adaptação de horários, redescobri a natação e como ela me faz tão bem.

Há três anos matriculei-me novamente na Onda Azul e durante esse tempo com a prática constante do esporte, notei tantos benefícios que não consigo mais imaginar a minha vida sem a natação.

Manter a disciplina de ir à aula duas vezes por semana não é fácil. Confesso que, às vezes, dá muita preguiça. E, infelizmente, os resultados demoram a aparecer. Mas é como costumo dizer: “Se fosse fácil qualquer um faria, como não sou qualquer um, vou lá e faço”.


Fazendo os quatro estilos de natação (crawl, costas, peito e borboleta), consigo uma média de 1.500 metros em uma hora de aula, com um record pessoal de 1.700 metros. Minha meta agora é chegar a 1.800 metros até o final deste ano.

Não sou um profissional qualificado para falar sobre o assunto, mas posso listar aqui as minhas opiniões sobre os benefícios que a prática constante da natação trouxe na minha vida. Vamos lá:

1 – Dores nas costas e pescoço desapareceram – Depois dos 20 anos, era comum eu acordar de manhã com aquela dorzinha no pescoço ou nas costas. Depois de algum tempo de natação não tive mais esse problema;

2 – Condicionamento físico e prevenção de doenças – A natação é um exercício muito completo, pois movimenta todos os músculos do corpo e exige muito do coração e pulmão, que terão que trabalhar duro para suprir o oxigênio. Dessa forma, melhorei meu condicionamento físico, fortaleci meu sistema imunológico e estou prevenindo vários tipos de doenças cardiovasculares;

3 – Fortalecimento dos músculos e melhora na postura – O exercício na água não causa impacto, portanto não há grande risco de lesões. Além disso, a resistência da água obriga o nadador a fazer bastante força durante os exercícios, fortalecendo assim a musculatura dos braços, pernas e tronco.

4 – Relaxamento mental e mais disposição – Encaro a natação como um momento “sagrado” para descarregar o stresse do dia a dia. Durante aquele horário da aula procuro esquecer todos os problemas e me concentrar apenas nos movimentos corretos do nado. Após uma hora de exercícios físicos intensos, meu raciocínio está bem melhor e estou muito mais disposto para executar minhas atividades diárias.

Além desses benefícios, é possível também emagrecer. Segundo o que pesquisei na internet, é possível perder até 600 calorias para cada hora de natação. Isso, é claro, depende do tipo do nado e da intensidade dele.

Como já afirmei anteriormente, os resultados da natação no meu caso demoraram para aparecer e é muito difícil manter a disciplina de frequentar as aulas semanalmente. No entanto, esse é um esporte que oferece uma série de benefícios para uma vida mais saudável, e cabe a cada pessoa descobrir o quanto uma vida saudável e importante para si. Para mim é muito importante, e pra você?

1 comentários :

Raphael Teixeira disse...

Sou professor de Educação Física Jr e também é um esporte que eu escolho praticar! Até para quem é professor as vezes é difícil manter uma rotina, mas você tem razão! os benefícios valem todo o esforço!

Postar um comentário

 
;