Dicionário da informática - parte 1 – Neurônio 2.0
sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Dicionário da informática - parte 1

Ler uma notícia sobre tecnologia, por mais simples que possa parecer, às vezes não é uma tarefa simples para os mais leigos em informática, pois em notícias da área, é recorrente os autores citarem alguns termos que não é do conhecimento comum, como por exemplo, personalidades como Steve Jobs e tecnologias da internet como podcast.

O artigo de hoje é a primeira parte de uma série que será escrita em forma de dicionário de terminologias da informática, que tem como objetivo familiarizar os usuários mais leigos com alguns nomes e termos que são utilizados no cotidiano do mundo da tecnologia.


DICIONÁRIO DA INFORMÁTICA

MICROSOFT – é uma empresa multinacional norte-americana fundada por Bill Gates em 1975. Quando jovem, seu fundador tinha o sonho de que houvesse um computador em cada casa, para isso, ele trabalhou na criação de um sistema simples que pudesse ser utilizado por qualquer pessoa com pouco ou nenhum conhecimento em informática. Assim, nasceu o sistema operacional Windows, que é utilizado em mais 90% dos computadores vendidos no mundo. Além dos sistemas da família Windows, a Microsoft produz uma linha produtos de hardwares e uma grande variedade de programas, sendo que os mais conhecidos são os programas de escritório como o Word, Excel, e PowerPoint; e programas de serviços online como Internet Explorer, Hotmail e MSN.


APPLE – é uma empresa multinacional de tecnologia fundada por Steve Jobs em 1974 que atua no ramo de aparelhos eletrônicos e informática. Possui uma reputação ímpar na industria de entretenimento por sempre inovar em tecnologia e design dos aparelhos. Apesar de seus produtos geralmente serem mais caros que os de seus correntes, Steve Jobs cultivou uma base de consumidores que é devotada de modo incomum à empresa e à sua marca. Entre seus produtos de maiores sucesso, podemos destacar sua linha de computadores (MacBook, iMac, etc) que aceitam somente o sistema operacional da Apple Mas OS), e aparelhos mais badalados no mundo da tecnologia como o iPhone, iPod e o mais recente lançamento, o iPad.

(apple) [bb]

PODCAST – é um arquivo de áudio digital em que as pessoas, geralmente chamadas de “podcaster”, gravam uma série de episódios de algum programa para publicar e distribuir através da internet. O podcast surge então como um novo canal de comunicação de grande utilidade, que permite a transmissão e distribuição de noticias, áudios e informações diversas na internet, o que contribui para a disseminação da informação de maneira fácil, rápida e gratuita.

Exemplos de podcast:
  • Jovem Nerd – Podcast sobre assuntos variados da cultura Nerd
  • Guanabara – Podcast sobre tecnologia, internet, programção, etc
  • Escriba Café – Podcast sobre educação, literatura e história

REDE SOCIAL – é um site estruturado para que pessoas ou organizações possam se conectar e interagir entre os membros da rede. Geralmente, as redes sociais se formam em torno de uma determinada afinidade entre seus participantes, sem que as barreiras geográficas sejam empecilho para conectar-se com centenas ou até milhares de pessoas conhecidas ou não.

Um ponto em comum dentre os diversos tipos de rede social é o compartilhamento de informações, conhecimentos, interesses e esforços em busca de objetivos comuns. As redes sociais mais populares são as de relacionamento como o Orkut e o Facebook, mas há também redes com foco em atividades profissionais como o Linkedin e redes com foco mais específicos como o Veia Social que informa sobre doação de sangue e compartilha experiências entre doares e receptores de sangue.


FACEBOOK – é uma rede social lançada em 2004 por Mark Zuckerberg que mais cresce no mundo. Semelhante a outras redes sociais como o Orkut, é um site onde cada pessoa pode ter o seu perfil, ou seja, as pessoas cadastram seus dados pessoais, postam as suas fotos, videos, links, notas etc. Uma vez cadastrado no site, os membros podem interagir entre si, visitando os perfis, fazendo amigos, estabelecendo contatos, deixando comentários e enviando mensagens entre si. 


Inicialmente tinha como alvo apenas os estudantes da universidade Harvard, mas progressivamente foi permitindo a inscrição de estudantes de outras escolas até que em 2006, estava disponível para todos. Atualmente o site reúne 600 milhões de pessoas, emprega 1.700 funcionários e é avaliado em 50 bilhões de dólares. Todo esse fenômeno já rendeu um livro e um filme chamado “A rede social”, que conta a trajetória do Facebook e de como seu fundador, um estudante de 26 anos, que se tornou uma das pessoas mais jovens e ricas do mundo.


Fontes: Wikipedia e Revista INFO - Fevereiro de 2011

0 comentários :

Postar um comentário

 
;