O Inglês para o profissional de TI – Neurônio 2.0
sábado, 29 de maio de 2010

O Inglês para o profissional de TI

Segundo Antônio Carlos Gil, presidente da Brasscom (associação que reúne as principais companhias do setor de Tecnologia da Informação ), o Brasil tem condições de se tornar um dos três maiores exportadores de software e serviços de tecnologia do mundo. Isto porque muitas empresas que terceirizam serviços de TI no exterior estão procurando alternativas para reduzir os riscos dos investimentos, mas para o Brasil aumentar sua participação nesse mercado, o principal o desafio é qualificar profissionais suficientes para atender a demanda.

Em 2008, 33 mil vagas na área deixaram de ser preenchidas no país. A carência é tamanha que empresas como IBM se dispõem a contratar e treinar profissionais inexperientes com a condição de que falem inglês. Mas por que o inglês[bb] é mais importante que o conhecimento técnico? “Por que esse é um negócio feito em inglês”, afirma Antonio Carlos. "Você treina um programador de TI em seis meses, mas para ser fluente na língua são necessários três anos de estudo". (*1)

Sobram vagas no mercado e falta mão-de-obra qualificada para preencher essas vagas que podem ser dividas em três níveis de formação: o básico, que permite a pessoa seguir instruções; o intermediário, que exige uma conversação técnica; e o avançado para cargos de liderança que exige uma conversação de negócios.

Está mais do que claro que a Língua Inglesa é imprescindível para qualquer profissional de TI que queira uma boa colocação no mercado e posteriormente crescer na carreira. Este próprio blogueiro e profissional de TI que vos escreve é prova de que a falta do inglês é um empecilho na vida profissional. Há mais de um ano, uma pessoa que trabalha em uma conceituada empresa de tecnologia me mandou e-mail depois de analisar alguns trabalhos que desenvolvi e publiquei aqui neste blog. O e-mail foi curto e objetivo:


Quer vir trabalhar conosco aqui na ___?
Qual o seu nível de inglês?

A primeira pergunta eu responderia com um “SIM” bem grande se tivesse sequer uma resposta pra a segunda. Na época meu inglês era ridículo, não que hoje seja uma maravilha e está bem longe de ser, mas depois de perder uma oportunidade como essa, pretendo estar pelo menos um pouquinho preparado no caso dessa oportunidade bater novamente à minha porta. Comecei a estudar inglês por conta através de video-aulas e hoje estou matriculado em uma escola de idiomas da minha cidade. Ainda tenho um longo caminho a percorrer para atingir um bom nível, mas é como eu sempre digo: “Antes tarde do que mais tarde ainda”. O importante é nunca desistir, pois um dia chegamos lá.


Aproveitando a oportunidade... por que não fazer uma propaganda da escola que estudo? Ou melhor, da escola que está me auxiliando a atingir meus objetivos profissionais.


A
JET Incorporated é uma escola de idiomas que, com pouco tempo de atuação no mercado, já é reconhecida em toda região por sua metodologia diferenciada, dinâmica de ensino e qualidade dos profissionais. Como aluno frequente e exigente, posso garantir os esforços e dedicação dos professores (Marília, Aline e Tamara) que ensinam e fazem o possível para auxiliar seus alunos em quaisquer dificuldades, inclusive guardar uma folha de exercício para um aluno que por razão de trabalho precisou faltar a uma aula de song.


* Fonte: Revista Você S/A de Fevereiro 2009

1 comentários :

Nayara disse...

Muito legal o blog, é atual, e quando fala da Jet, ficou ainda melhor! Rs. :D

Parabéns, o blog ta muito legal!

Postar um comentário

 
;